Arquivo para a categoria

22/11/2013 NetRevenda: Fuja para as montanhas!

Tags: | |

Meu blog esteve passando por um período de instabilidade, e mesmo que tenha acumulado vários posts que eu gostaria de ter feito nas últimas semanas, eu preciso atropelá-los só um pouquinho para falar da minha odisséia experiência com a NetRevenda.

Eu não gosto de fazer mimimi na Internet, mas acho que esse post é de utilidade pública, visto que mais alguém pode acabar se iludindo e enfrentando os mesmos problemas que eu.

Minha história com a NetRevenda é antiga. Um dos clientes da agência tem o site hospedado lá há anos e nunca tinha tido problemas. Como o site dele era muito estável, rápido, e as taxas de transferência eram ótimas, resolvi colocar o meu site lá também.

Não vou mentir. Fiquei muito satisfeita no início. A hospedagem era tudo aquilo que eles prometiam mesmo, e eu ainda contava com um atendimento rápido e eficiente. Os problemas começaram há mais ou menos seis meses. De lá para cá, esse nosso cliente começou a ter inúmeros problemas com o servidor de e-mails (da própria NetRevenda). Estava sempre saindo do ar, dava problema nas senhas, problema de acesso, problema de tudo. Foram tantos tickets de reclamação, que o cliente desistiu de tentar resolver os problemas e resolveu mudar a hospedagem dos e-mails.

Eu não uso o sistema de e-mails da NetRevenda, e até então, tudo estava perfeitamente bem com o meu site. Mas notei que diversas reclamações do cliente não foram solucionadas, e que algumas tentativas de contato com o suporte técnico falharam, e achei isso muito ruim.

 

Mas o meu problema de verdade começou no dia 28 de outubro de 2013, quando percebi que o domínio principal da hospedagem (que eu já não utilizo há muito tempo) estava para expirar e resolvi mudar o domínio principal para um que estou utilizando.

Para vocês não acharem que estou exagerando, vou ilustrar o post com Screenshots das conversas que tive com o suporte técnico e financeiro (tudo devidamente registrado via e-mail, só para constar).

No dia 28/10/2013, abri o chamado solicitando a troca do domínio principal:

chamado001

chamado002

No dia 05/11/2013 eles me enviaram a primeira resposta, só para confirmar se eu queria realmente alterar o domínio, e eu respondi o chamado imediatamente:

chamado003

No dia 05/11/2013 eles me pediram para fazer um backup de todo o conteúdo do site e apagar o domínio adicional, para que pudesse ser feita a alteração. No dia 06/11/2013, depois de fazer todo o procedimento pedido por eles, eu respondi o chamado informando que eles já podiam alterar o domínio.

chamado004

No dia 15/11/2013, nove dias depois, eu ainda não tinha recebido qualquer resposta da NetRevenda, e resolvi enviar mais uma mensagem através do mesmo ticket, para ver se eles agilizavam.

chamado005

Seis dias mais tarde, no dia 21/11/2013, ainda sem obter qualquer resposta do suporte técnico da NetRevenda, decidi que não esquentaria mais a caminha cabeça com isso e contratei outro Host. Fiz todas as transferências necessárias, desativei os meus cartões de crédito cadastrados para pagamento automático, e entrei em contato com o financeiro da NetRevenda apenas para informar que eu estava cancelando o meu plano de hospedagem lá.

chamado008

Por que será que não fiquei nem um pouco surpresa quando, no mesmo dia, recebi uma resposta do suporte técnico informando que a alteração que eu havia pedido há 24 dias, foi feita?

chamado006

Sinto informar, NetRevenda, mas agora já era. Eu dei todos os prazos possíveis, tive toda a paciência possível, mas me deixar 24 dias esperando por uma solução, e mais de 15 dias por uma simples resposta, é demais para mim.

 

E isso explica o meu sumiço nesse momento em que estava cheia de ânimo, cheia de ideias para postagens no blog. =P

Agora vou organizar a casa de novo, e tentar colocar os posts em dia, porque ficou muita coisa para trás.

 

PS.: As imagens foram editadas apenas para manter a privacidade e segurança das pessoas que participaram desse processo. ;)

1 Comentário

20/04/2012 Na minha caixa de Spam [1]

Tags: | | |

Uma das coisas que mais gosto no meu Gmail, é o fato dele ser bastante rigoroso com os spams. É muito raro um e-mail malicioso ir parar na minha caixa de entrada, e quando acontece, é sempre fácil identificar o problema.

Mas, justamente por ser tão rigoroso, às vezes o Gmail manda e-mails importantes para a caixa de Spam. Fazer o que? É o preço a se pagar pela segurança.

Então, eventualmente, eu dou uma olhadinha na minha caixa de Spam para ter certeza de que não tem nada importante lá.

Nessas olhadelas, costumo me deparar com alguns e-mails que, de tão ridículos, me chamam a atenção. É tanta burrice, tanta falta do que fazer, que esses caras merecem um prêmio. Por isso, resolvi abrir uma nova série no blog: “Na minha caixa de Spam”, onde vou compartilhar com vocês algumas dessas pérolas.

Porque né… Claro que eu vou acreditar num e-mail desses! Já que os filhos da mãe são analfabetos e não sabem usar acentos e pontuações, eles tiram todos os acentos, cedilhas e pontos, e esperam que a gente caia naquela velha (ou eu deveria chamar de obsoleta?) história de que alguns e-mails não aceitam acentuação.

E não faz todo sentido eu receber um e-mail desses, sem dados para contato, sem sequer meu nome completo, de um órgão público? Claro que faz! ¬¬

 

Ah, cara… Esses infelizes me matam de rir!!!

Sério? Sério mesmo? Você me manda um arquivo chamado DSC0348584.ZIP e ainda diz que a coisa foi verificada pelo AVG??

KKKKKKKK pra você também.

 

Vamos fazer uma pequena brincadeira? Quem encontrar o maior número de erros de português nesse e-mail, ganha um brinde. E não vai ser o famoso iPhone 4S 32GB com tecnologia 3G. XD

 

Esses aqui ao menos foram espertos. Para evitar os deslizes no português, não escreveram nada no e-mail, só aquela mensagem típica de “Caso não consiga visualizar este e-mail click aqui”. Mas, opa! Não é que eles conseguiram errar mesmo assim?? XD

 

Sabe o que me deixa mais impressionada? É que com toda a informação rodando na Internet hoje em dia, ainda tem muita gente que cai nessas histórias, abre esses arquivos, e se ferra.

Às vezes eu rio do pânico que meu pai tem da tal da Internet, dizendo que  eu ainda vão roubar toda a minha fortuna  aqueles R$10,00 que eu deixo lá no banco, porque fico usando o Internet Bank.

Mas parando para pensar, sábio é ele, que mantém distância daquilo que ele não entende.

3 Comentários

15/05/2008 Aleatoriedades e Cederj

Tags: | | | |

Porque depois de uma semana super corrida, organizando todo o trabalho aqui na empresa, eu não podia ter muito o que falar mesmo, a menos que falasse de contabilidade ou coisas do tipo… Mas durante esses dias abarrotados de coisas para fazer, aconteceram algumas que merecem um espaço no meu blog. :D

Métodos Luiz Fernando para se livrar das ligações de callcenter.

Meu pai vinha recebendo ligações da Credicard desde sábado. Ele atendia o telefone e, do outro lado, a mocinha dizia “Por gentileza, eu gostaria de falar com o senhor Luiz Fernando.“, e ele prontamente respondia “Ele não está…“.

Mas cansado de todos os dias receber a mesma ligação, ontem ele fez plantão ao lado do telefone, esperando a mocinha ligar novamente. Lá pelas cinco da tarde, veio o telefonema…
Mocinha: “Por gentileza, eu gostaria de falar com o senhor Luiz Fernando.
Pai: “Olha… Eu venho recebendo essas ligações desde sábado e isso está me incomodando. Porque o senhor Luiz Fernando se separou da esposa e agora quem mora aqui com ela, sou eu.
Mocinha: “Ah, por favor, o senhor me desculpe.” (desliga o telefone)

Mãe, depois de ouvir a resposta dele: “Nando… Já que você não é mais o Luiz Fernando, como eu devo começar a te chamar a partir de hoje?”

Vai vendo aí… Ele gostou tanto da idéia, que está elaborando outras respostas para dar em situações como essa. A Credicard já parou de ligar, agora vamos ver o que ele vai fazer com as empresas de telefonia. XD

Cederj – Vamos fazer uma faculdade?

Ontem, comecei a dar aulas particulares para um vizinho meu, que está fazendo faculdade pelo Cederj. Ele tinha dúvidas sobre a prova de Web e me pediu uma ajudinha. Depois de dar uma boa olhada na prova, resolvi entrar no site para ver como é o esquema da tal “faculdade à distância”.

Funciona mais ou menos assim: Você passa no vestibular; Depois compra o material do curso (que sai a preço de custo de impressão), se quiser, e começa a estudar; As aulas são todas em vídeo no formato de DVD, que você pode assistir diretamente pelo computador, e tem também a tutoria nos pólos do Cederj, onde você pode tirar dúvidas diretamente com o tutor.

Carla, você acha que isso funciona?
É aquela velha história… Você vai estar estudando praticamente por conta própria, então vai depender 100% da sua boa vontade e esforço para fazer a coisa direito. Então, funciona se você quiser.
A grande vantagem desses cursos para mim, especialmente na área de informática, é que eu vou continuar aprendendo sozinha, como sempre fiz, mas vou receber um diploma por isso! :D

E o mais legal, é que é tudo “de grátis“! Como é convênio entre várias Universidades Federais do Estado do Rio de Janeiro (quem é de outro Estado vai encontrar maior dificuldade para fazer :( ), e essas Universidades são gratuitas, você não paga nada pelo curso, e ainda recebe um diploma bonito da Universidade Federal que ministra o curso escolhido! :D

Não é lindo isso?

Agora, não venham tentar me convencer de que essas faculdades pelo Cederj são melhores e mais difíceis do que as feitas em Universidades convencionais, porque não são! Pode até parecer mais difícil, porque o aluno tem que se virar muito sozinho, sem professor pra ficar ali na frente tagarelando e tentando enfiar alguma coisa na cabeça dele. Mas o conteúdo das matérias é bem inferior aos das Universidades Federais, a cobrança em termos de provas e avaliações é bem mais… digamos… “perna aberta“, visto que as provas práticas são feitas em casa e enviadas para o tutor avaliar, e eu posso afirmar, por experiência (já dei aula para uma aluna da pós-graduação – e agora para um aluno da graduação – do Cederj), que o nível de dificuldade dessas avaliações é baixo, considerando que se pode fazer em casa.

Então, se você mora no Estado do Rio, e é do tipo que se vira bem sozinho, por que não tenta fazer uma faculdade? :) É só entrar no site do Cederj entre os dias 19 de maio e 10 de junho, e fazer sua inscrição para o vestibular do segundo semestre de 2008.

Agora, passar no vestibular são outros 500! XD

9 Comentários

19/11/2007 Tecnologia + Suzumiya (não rimou?)

Tags: | | | |

Outro dia eu estava sentada na sala de espera aqui do escritório (quando estava esperando para fazer a entrevista de emprego) e como o patrão começou a demorar muito, resolvi pegar algumas revistas para ler. ICQUma delas, sobre tecnologia, me chamou a atenção não pelo tema, mas pela data. Tratava-se de uma revista sobre tecnologia avançada datada de 1999. Dá pra imaginar?

Ela falava sobre a importância da comunicação entre os funcionários dentro das empresas e apresentava o ICQ como melhor solução para isso. Mas espere aí! Não estamos falando do novíssimo ICQ 6, mas sim daquelas primeiras versões, entre 1.0 e 2.3, como o da figura ao lado.
A maioria das pessoas hoje em dia nem sabe o que é ICQ. Se falarmos do mIRC então, tenho certeza de que vão perguntar se estou com soluço ou algo do tipo.

Além disso, a revista mostrava também anúncios dos mais “novos” modelos de celulares, como o Nokia 6120i, ou o Multitac C3160.

Acabei me divertindo muito relembrando das coisas que eram febre nos idos anos 90.

.

Suzumiya Haruhi no Yuuutsu

Na semana passada terminei de assistir esse anime que tinha começado muito tempo atrás, mas desisti por causa da má qualidade dos arquivos que estava baixando. Até que, por causa da insistência dos meus amigos, encontrei um novo lugar pra baixar e finalmente entendi o motivo de tanta euforia por parte deles. O anime é incrivelmente engraçado e cativante. O primeiro episódio é totalmente nonsense, mas depois do segundo começa a fazer sentido e, embora a ordem deles seja bastante aleatória para quem assiste, fez sentido para quem o produziu e acaba fazendo sentido num todo quando se termina de assistir.

Basicamente, conta a história de Suzumiya Haruhi, uma colegial estranha e aparentemente mal humorada que no primeiro dia de aula declara não ter qualquer interesse por seres humanos normais, apenas por aliens, paranormais, viajantes do tempo, ou qualquer criatura que não seja normal. O que acaba despertando a curiosidade de um colega, que começa a observar suas atitudes e descobrir coisas interessantes sobre ela. Por fim, forçadamente (ou não) acabam se tornando amigos e fundando a Brigada SOS, clube colegial cujo objetivo fica indefinido por muito tempo, mas acaba reunindo todos os tipos de seres estranhos que Haruhi tanto queria encontrar. Mas tudo isso sem que ela própria saiba.

Aqui, a dancinha criada pela Haruhi que é apresentada no encerramento do episódio:



O anime é divertidíssimo e eu recomendo! Vou deixar o link para os episódios no site Anime Shade para quem se interessar.

Deixe um comentário