Arquivo para a categoria

19/04/2019 Deixa as pessoas se divertirem

Tags:

É incrível como as nossas experiências moldam a nossa visão de mundo e a forma como tratamos outras pessoas.

Li uma notícia sobre fãs acampando na fila para um show com mais de um mês de antecedência e tive a felicidade de ler, também, os comentários. A grande maioria de pessoas dizendo coisas como “Vão estudar e contribuir para a sociedade, bando de vagabundos!”, “Se fosse o ENEM, eles perdiam a hora”, “Estudar que é bom, nada”, “Depois ainda querem exigir direitos”.

(mais…)
Deixe um comentário

08/01/2017 Por que mudou o nome do blog?

Tags: |

Basicamente, porque nós estamos passando por um momento de crise, e renovação de domínio se tornou uma coisa absurdamente cara.

Outro dia, recebi um e-mail da UOL Host (sim, eu cometi o erro de registrar meu domínio por lá) informando que a renovação automática não funcionou. O que me deixou bastante feliz, na verdade, porque na minha atual situação, desembolsar R$50,00 por algo que uso tão eventualmente quanto o blog (sinto muito por isso, mas é a vida), é impensável. (mais…)

Deixe um comentário

13/07/2015 A beleza de mudar

Tags: | |

As pessoas mudam, aceite isso.

Mudar não é ruim. Nós vamos adquirindo conhecimento ao longo de nossas vidas, vamos convivendo com pessoas novas, experimentando o mundo à nossa volta, e isso faz com que repensemos nossos ideais, nossas ideias, nossas opiniões. Mudar é saudável, faz parte do processo de amadurecimento.

brabuletasA imagem mais clichê do mundo, para ilustrar como mudar pode ser legal! :)

Pensando assim, você deve dizer “Ainda bem, né?”. Mas, o mais chocante, é que muita gente não pensa dessa forma. Algumas pessoas têm uma resistência tão grande à mudança, que se sentem incomodadas, irritadas, quando percebem que outras pessoas passam por esse processo, e começam a desferir ofensas, como se mudar fosse algo muito ruim.

 

Outro dia, conversando com um colega sobre relacionamentos abusivos, eu estava explicando como não devemos julgar a mulher que não consegue largar o marido abusivo, chamando-a de “mulher de malandro”, porque sair de relacionamentos assim é muito difícil, e que é necessário avaliar a situação a fundo para entender os motivos dessa mulher, ao invés de dizer apenas que “se está com ele é porque gosta de apanhar”. Eis a minha surpresa quando a pessoa riu alto e disse “Isso é hipocrisia sua, porque não tem muito tempo, você mesma disse que se a mulher está com um cara que bate nela, é porque gosta de apanhar”.

Sim, eu costumava dizer coisas assim. Até piores! Quando era pequena, morria de medo de cachorro e achava que ser chamada de “menina” era uma ofensa inaceitável. Na minha adolescência, achava que homossexualidade era opção (ou vontade de chamar atenção), que chorar era coisa de gente fraca, que depressão era frescura, e que eu sabia de tudo. E há pouco mais de um ano, achava que funcionário público concursado ganhava dinheiro fácil, sem precisar trabalhar (LEDO ENGANO).

Se nós fôssemos incapazes de mudar de opinião, eu seria um ser humano muito pior do que sou hoje.

Então, vamos abraçar as mudanças, sem medo, sem preconceito, sem julgamentos. Você não é “sem personalidade” porque muda de opinião, mas tem chance de ser uma pessoa excessivamente insegura, se a possibilidade de mudar te assusta tanto.

Procure ajuda.

BEIJOS!

 

3 Comentários