Arquivo para a categoria

11/05/2015 As pessoas que precisam odiar

Tags: |

Tenho que confessar uma coisa para vocês: Eu leio comentários de sites de notícia. ._.

Sei muito bem que comentários em notícias são como bula de remédio, a gente só lê para ter aborrecimento. Mas não consigo resistir. Leio a matéria toda, vou rolando a página para baixo, e lá estão os comentários, chamando a minha atenção.

E com esse meu vício de comentários, percebi que algumas pessoas têm necessidade de odiar. O que importa para elas não é a notícia, não é o fato, não é a maravilhosa transmissão de conhecimento. Elas só querem despejar seu ódio em alguma coisa, e aquela caixinha de texto com os dizeres “Escreva um comentário…” parece convidá-las para declarar o seu ódio a alguém, ou alguma coisa.

E existem muitas formas de odiar através de comentários. Há aqueles que não possuem qualquer tipo de empatia, nem educação.

comentarios01Apenas ódio neste coraçãozinho.

 

Há aqueles que ignoram o contexto. Normalmente, o comentário nem tem tanto a ver com a notícia em si, mas o enraivecido leitor dá um jeitinho, puxa um gancho, puxa uma linha meridional inteira, se necessário, mas consegue ou não desviar o assunto da notícia para o assunto do qual ele quer falar.

Ok, amigo. Estaremos registrando a sua reclamaZZzZzZZzZzZZzZZzzzz...
Não entendi. Ele está falando da notícia, ou está respondendo o cara do comentário anterior? o.O

 

Mas o pior de tudo, são as pessoas que se aproveitam dos comentários abertos para esbanjar toda a sua intolerância, todo o seu preconceito, e, enfim, toda a podridão que existe dentro delas.

comentarios03Não sei nem enumerar a quantidade de coisa errada nesse comentário.
comentarios04
Empatia, amor ao próximo, educação.
Quanta preguiça desse comentário!

 

Sério, gente. Qual a necessidade disso?

Tem dias que os comentários até me revoltam. Mas, na maioria das vezes, eu sinto um desprezo tão grande por essas pessoas, que me dá sono.

Espero que vocês não sejam assim, amiguinhos. E se algum de vocês for, por favor, procure um psicólogo, ou umas aulas particulares de interpretação de texto e dissertação. Será um dinheiro bem investido, eu garanto.

4 Comentários

29/12/2011 Abandonando as redes sociais

Tags: | |

Houve um tempo em que eu era uma verdadeira rata de redes sociais. Se surgisse uma rede social nova e completamente inútil, eu estava lá, fazendo meu cadastro (ou aguardando ser convidada com honra) . Como aconteceu com minha conta no Orkut, que estava lá desde os primórdios daquela rede, quando ainda era necessário aguardar convites (restritíssimos) de amigos que já estavam cadastrados. (mais…)

1 Comentário

06/08/2008 Nonsense?

Tags: | | |

Agosto, né… Dia 6 já…

No momento em que escrevo esse post, usando o Bloco de Notas sobre a planilha do Excel, nem sei exatamente quando foi a última vez que postei.

O que tenho feito nos últimos tempos que me afastou tanto do meu blog?
Isso aqui, quase exclusivamente: Os Sonhos Não Morrem.

Dessa vez, para felicidade daqueles que me acompanham, estou me dedicando o máximo que posso, entre um trabalho e outro, entre problemas para resolver e outros nos quais preferiria nem pensar, eu escrevo.
Um capítulo, uma cena, um parágrafo, uma linha que seja. Nem que faça só uma revisão e corrija a falta do “pretérito-mais-que-perfeito”, ao menos uma hora inteira do meu dia, dedico a essa história.
Talvez nem esteja tão boa quanto eu gostaria, mas algumas pessoas dizem que sou exigente demais. (Não acho! Sei que a história tem defeitos, e não são poucos. Se ela fosse perfeita, eu permitiria que meu namorado a lesse. rsrsrs) Mas, eu gosto de escrever, sou perdidamente apaixonada por todos os personagens que crio, e nem consigo me imaginar fazendo outra coisa no momento.

Não vejo a hora de me entender com o WordPress e conseguir publicar tudo dentro do meu domínio, para acabar de vez com essa história de sumir por aqui, para ficar por lá.
Sinto que o Devaneios começa a sentir ciúmes – embora eu já esteja planejando um layout novo para ele – mas ele há de me perdoar. ^^

Quando eu for uma escritora famosa (sonhar não custa nada, veja bem) e não precisar mais trabalhar para os outros, terei tempo de sobra para me dedicar aos meus blogs, layouts, e livros! *__*
Até lá, contento-me com as horas vagas, e vejo o ano passar voando pela minha janela, sem nada mais importante do que o que se passa nas minhas idéias.

Não precisa entender. Esse post é um Devaneio e não foi feito para ser entendido. :)

4 Comentários