Arquivo para a categoria

13/09/2007 O que me faz feliz

Tags: |

Outro dia, nas minhas andanças pela rua, passei em frente à floricultura e vi vários vasinhos de plantas dispostos em fileira na calçada, separados por plaquinhas que identificavam as plantas em questão e seus respectivos preços. Cada uma não custava mais do que R$2,00, sendo a mais barata R$0,50. As placas diziam margarida, amor-perfeito, violeta, monsenhor e várias outras.
O que me chamou a atenção para essas plantinhas, foi o fato de todas elas estarem com as folhagens murchas e amareladas, completamente sem flor. Dentro da loja, no entanto, havia outras formosas, repletas de flores, cada uma custando entre R$10,00 e R$30,00! Estava explicado o motivo do preço tão baixo nas que estavam na calçada: elas eram feias.
Tomada por um amor repentino por aquelas plantinhas, ou talvez pela herança genética de uma família de mulheres da terra, puxei do bolso todo o dinheiro que tinha (uma nota de dois reais) e abracei dois vasinhos nomeados como “amor-perfeito”. Carreguei os dois para dentro da loja e notei um olhar curioso do balconista ao ver o sorriso no meu rosto. “Elas são lindas!”, eu disse, e acho que ele entendeu, pois agradeceu gentilmente a compra e me recomendou carregá-las com cuidado.
Cheguei em casa e mostrei para a minha mãe as duas plantinhas “enfermas”, que logo receberam um cantinho especial na varanda e cuidados imediatos.
Isso faz mais ou menos uma semana, e é com orgulho que exibo uma das minhas adoráveis amiguinhas aqui:

Amor Perfeito

Ela não é linda? ^^

.

Sabores

Minha dieta maluca terminou na terça-feira. Passei 45 dias sem poder tomar, ou comer, nada que tivesse leite, ovo, gorduras, óleos, açúcares e adoçantes, frutas cítricas, batata, e mais noventa porcento de todas essas coisas que comemos normalmente.
A dieta não tinha fins estéticos. Eu não pretendia emagrecer. Fiz a dieta por ordem médica, pois estava com um problema no sangue e teria que tomar um remédio que, por sua vez, só faria efeito se eu não ingerisse nenhuma dessas coisas citadas acima. Então, foram 45 dias seguindo rigorosamente a dieta.
No dia que ela terminou, eu acordei feliz, pensando em todo o mundo de sabores e coisas deliciosas que estavam me esperando! Fui correndo tomar meu café da manhã e me deparei com uma mesa cheia de pão francês, leite, achocolatado e café. Nada mais de suco e torrada light. Mas, quando dei a primeira mordida no pão, tive uma chocante surpresa. Onde estava o sabor? A comida não tinha gosto e enchia minha boca como se estivesse mascando um enorme pedaço de espuma, da mesma forma que encheu meu estômago depois que engoli. Não comi mais do que um pedacinho de pão e meio copo de leite com achocolatado, mas fiquei me sentindo pesada até a hora da janta!
Parece que meu organismo acostumou com a vida boa de comidinha natural, o que é muito bom pelo ponto de vista da saúde, e muito ruim pelo ponto de vista financeiro.
A idéia agora é tentar uma dieta mais natural, sem enfiar a faca na carteira.
Espero que dê certo! ^^

Deixe um comentário