Arquivo para a categoria

24/03/2011 Shoujo – um post de menininha parte I

Tags: |

Eu passei a maior parte das minhas férias baixando e assistindo animes freneticamente. E, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa a meu respeito, sou apaixonada por shoujo (não vou perder meu tempo aqui explicando, quando alguém já fez isso lá na Wikipédia). O resultado disso foi que assisti 11 novas séries shoujo durante um mês e meio (fora mangás e outros animes não-shoujo que assisti), e depois de tudo, achei interessante fazer uma listinha dos três melhores.

Hoje, vamos falar sobre animes. Os três melhores animes shoujo que assisti durante as férias.

Kaichou wa maid-sama

Resumo:
Aqui nós temos a história de Ayuzawa Misaki. Ela é a presidente do conselho estudantil do colégio, é uma das melhores alunas da escola, muito boa em esportes, excelente em artes marciais, é forte, inteligente, corajosa, determinada e durona.  Muito durona! Tanto, que os meninos não gostam muito dela, e a consideram uma megera.
Mas a Ayuzawa não se importa muito com a opinião dos garotos, simplesmente porque também não gosta deles, e o seu objetivo sendo tão poderosa dentro da escola, é justamente defender as poucas meninas que estudam lá.
Acontece que a vida dela não é tão fácil assim. Seu pai foi embora de casa, deixando ela, a mãe e a irmã caçula cheias de dívidas e problemas. E para ajudar a sustentar a família, Ayuzawa  precisa trabalhar meio período em um Maid-Café. (Maid-Café são cafés onde as garçonetes trabalham vestidas de empregada. Eles não muito comuns no Japão e, por algum motivo, parece que a fantasia mexe com imaginário sexual masculino 0=3)
Nem é preciso dizer que a Ayuzawa, para manter sua reputação dentro da escola, não quer que seus colegas fiquem sabendo disso por nada nesse mundo.
Mas, numa tarde de trabalho, ela acaba encontrando com o Usui Takumi, e ele descobre todo o segredo dela.
Usui é o garoto mais popular da escola, e agora a Ayuzawa precisa fazer o que for preciso para que ele não espalhe o seu segredo por aí…

Minha opinião:
O que mais gostei nessa história é que, mesmo sendo shoujo, a protagonista está muito longe de ser aquela menininha boba e indefesa de sempre. E a relação entre os personagens é tão divertida, que a história não cansa, e dá vontade de ficar assistindo e assistindo sempre.

Toradora

Resumo:
De um lado, temos o Ryuuji. Ele é alto, taciturno, e seus olhos possuem um ar maligno que assusta a todos que ousam olhar para ele. Mas essa é apenas sua aparência física, porque Ryuuji, na verdade, é um garoto muito gentil, que gosta de ajudar os outros e se sente bastante incomodado quando as pessoas simplesmente se afastam dele.
Do outro lado, temos a Taiga. Ela é uma menina pequena (embora tenha a mesma idade do Ryuuji), de aparência fofa, mas sua personalidade é a de uma verdadeira tigresa. Ela é mal-humorada, brigona, e bate pra valer.
Num belo dia,  os dois acabam trombando no corredor da escola, e depois de uma sequência de acontecimentos desastrosos, descobrem que são vizinhos. O Ryuuji descobre que a Taiga é apaixonada pelo melhor amigo dele, e a Taiga descobre que o Ryuuji é apaixonado pela melhor amiga dela.
Então, com personalidades e aparências totalmente opostas, os dois resolvem fazer um acordo (na verdade, a Taiga força o Ryuuji a aceitar o acordo): Se o Ryuuji conseguir fazer seu melhor amigo ficar com a Taiga, ela vai fazer sua melhor amiga ficar com ele.

Minha opinião:
É engraçado, divertido e emocionante! =D É a típica história de que os opostos se atraem, mas contada de um jeito muito cativante. Eu praticamente devorei esse anime, porque não consegui  parar de assistir enquanto não vi o clipe de encerramento do último episódio. XD E, mesmo assim, assisti mais uma vez.

Kimi ni Todoke

Resumo:
Kuronuma Sawako é uma menina de aparência um tanto quanto assustadora. Por causa da sua semelhança com uma assombração, os colegas a apelidaram de Sadako (para quem não sabe, Sadako é o nome original da Samara de “O Chamado”) e todo mundo a evita. Na escola, existem boatos de que ela é capaz de ver fantasmas, e que só ficar perto dela pode acarretar numa maldição que faz a pessoa ficar doente, ou adquirir uma tremenda má-sorte.
Mas Sawako, na verdade, é uma menina muito doce, ingênua e gentil, que de tão tímida, não conseguia contrariar os colegas de escola, e acabou se acostumando a ficar sozinha, sendo evitada por todos.
Entretanto, existe uma pessoa na escola que não a evita, e que a trata como uma menina normal, sendo também gentil e atencioso com ela. Seu nome é Kazehaya Shota, um dos garotos mais alegres e extrovertidos da escola.
Sawako encontra nele as características que faltam em si mesma, e a amizade e admiração entre os dois acaba dando a força necessária para que ela consiga se abrir com as pessoas e mudar a péssima imagem que têm dela.

Minha opinião:
Doooooooooooooce!!! Esse anime é tão docinho, que eu me sinto 15 quilos mais gorda e feliz depois de assistir a primeira temporada, e agora vou ficar aguardando ansiosamente pela segunda. *_* Sério… Por diversas vezes eu tive vontade de ir lá abraçar a Sawako e dizer pra ela “não fica assim, tá tudo bem, eu gosto de você, eu gosto de você, eu gosto de você”. E quem me conhece sabe que há duas coisas que realmente me incomodam: contato físico com estranhos e pessoas chorando perto de mim.

Então é isso… O post ficou enorme, porque eu me empolgo, mas o próximo há de ser menor, porque eu vou falar de mangás. =)

3 Comentários

19/11/2007 Tecnologia + Suzumiya (não rimou?)

Tags: | | | |

Outro dia eu estava sentada na sala de espera aqui do escritório (quando estava esperando para fazer a entrevista de emprego) e como o patrão começou a demorar muito, resolvi pegar algumas revistas para ler. ICQUma delas, sobre tecnologia, me chamou a atenção não pelo tema, mas pela data. Tratava-se de uma revista sobre tecnologia avançada datada de 1999. Dá pra imaginar?

Ela falava sobre a importância da comunicação entre os funcionários dentro das empresas e apresentava o ICQ como melhor solução para isso. Mas espere aí! Não estamos falando do novíssimo ICQ 6, mas sim daquelas primeiras versões, entre 1.0 e 2.3, como o da figura ao lado.
A maioria das pessoas hoje em dia nem sabe o que é ICQ. Se falarmos do mIRC então, tenho certeza de que vão perguntar se estou com soluço ou algo do tipo.

Além disso, a revista mostrava também anúncios dos mais “novos” modelos de celulares, como o Nokia 6120i, ou o Multitac C3160.

Acabei me divertindo muito relembrando das coisas que eram febre nos idos anos 90.

.

Suzumiya Haruhi no Yuuutsu

Na semana passada terminei de assistir esse anime que tinha começado muito tempo atrás, mas desisti por causa da má qualidade dos arquivos que estava baixando. Até que, por causa da insistência dos meus amigos, encontrei um novo lugar pra baixar e finalmente entendi o motivo de tanta euforia por parte deles. O anime é incrivelmente engraçado e cativante. O primeiro episódio é totalmente nonsense, mas depois do segundo começa a fazer sentido e, embora a ordem deles seja bastante aleatória para quem assiste, fez sentido para quem o produziu e acaba fazendo sentido num todo quando se termina de assistir.

Basicamente, conta a história de Suzumiya Haruhi, uma colegial estranha e aparentemente mal humorada que no primeiro dia de aula declara não ter qualquer interesse por seres humanos normais, apenas por aliens, paranormais, viajantes do tempo, ou qualquer criatura que não seja normal. O que acaba despertando a curiosidade de um colega, que começa a observar suas atitudes e descobrir coisas interessantes sobre ela. Por fim, forçadamente (ou não) acabam se tornando amigos e fundando a Brigada SOS, clube colegial cujo objetivo fica indefinido por muito tempo, mas acaba reunindo todos os tipos de seres estranhos que Haruhi tanto queria encontrar. Mas tudo isso sem que ela própria saiba.

Aqui, a dancinha criada pela Haruhi que é apresentada no encerramento do episódio:



O anime é divertidíssimo e eu recomendo! Vou deixar o link para os episódios no site Anime Shade para quem se interessar.

Deixe um comentário